Destino Sustentável

Rumo a um Destino Sustentável
O Projeto «Certificação do Setor Turístico do Alentejo e do Ribatejo: Qualificação do Destino – Subsetor Alojamento»
O quê?
O projeto apresenta como missão qualificar as empresas do subsetor do alojamento turístico para a certificação do Destino Alentejo e Ribatejo, incrementando as competências empresariais necessárias à consolidação de um modelo de turismo sustentável, através da aferição do grau de sustentabilidade destas empresas e da identificação dos requisitos legais e organizacionais aplicáveis que obriguem a ajustamentos aos requisitos do referencial Biosphere Responsible Tourism, implementado pelo consórcio Biosphere Responsible Tourism Portugal, entidade que, a nível nacional, representa o Sistema de Turismo Responsável (STR).
Objetivos específicos
  • Definir uma estratégia e um modelo operacional para a certificação das Micro e PME do setor do Turismo do Alentejo e Ribatejo
  • Selecionar e difundir um modelo de certificação adaptado das Micro e PME do setor do Turismo do Alentejo e Ribatejo
  • Realizar ações de sensibilização e informação sobre o modelo de certificação turística adotado
  • Estimular candidaturas das Micro e PME do setor do Turismo do Alentejo e Ribatejo que incluam o âmbito da certificação, em particular aos Sistemas de Incentivos Inovação Produtiva e Qualificação
Como?
O projeto foi repartido em duas grandes etapas.
Na primeira fase, procedeu-se à elaboração do Diagnóstico de Sustentabilidade das Micro e PME do setor do Turismo do Alentejo e Ribatejo, tendo por base comparativa e de análise as boas práticas de turismo sustentável dinamizadas à escala global pela Biosphere, pelo Instituto de Turismo Responsável (ITR) e pelo Conselho Global de Turismo Sustentável (GSTC).
Numa segunda fase, e com base nos resultados obtidos na etapa anterior, procedeu-se à elaboração de um plano de ação para garantir a implementação das principais medidas e ações convergentes com as políticas de Turismo Sustentável nas Micro e PME do setor do Turismo do Alentejo e Ribatejo, através da criação de um modelo de gestão que permita operacionalizar este plano, identificando a estrutura da intervenção, etapas e recursos necessários.

Poderá aceder a este documento em  «Estratégia de Sustentabilidade».
Quem?
O projeto é desenvolvido pela Entidade Regional de Turismo Alentejo/Ribatejo em parceria com a ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo.
Quando?
O projeto «Certificação do Setor Turístico do Alentejo e do Ribatejo: Qualificação do Destino – Subsetor Alojamento» está em vigor desde 1 de janeiro de 2016 e a sua primeira fase terminará a 31 de dezembro de 2017. Porém, espera-se que esta fase seja apenas o início de uma caminhada rumo à qualificação dos Destinos Alentejo e Ribatejo.
Financiamento
Sistema de Apoio a Ações Coletivas (SIAC), com enquadramento no Programa Operacional Regional do Alentejo 2014-2020 (ALENTEJO 2020).
Ambiente
A biodiversidade é um elemento essencial para a continuidade dos recursos naturais que fazem parte de um Destino como o Alentejo e Ribatejo. Dentro das ações a desenvolver em linha com os requisitos do STR incluem-se:
  • Estudos de impacto ambiental
  • Disponibilidade e recurso a transportes sustentáveis
  • Gestão e controlo da poluição luminosa e sonora
  • Gestão e controlo de resíduos
  • Redução dos custos de contexto e redução das emissões de CO2, pela redução dos consumos de eletricidade e gás, mas também de água através de:
    • Ecoeficiência
    • Renegociação de contratos com fornecedores energéticos
    • Criação de hortas biológicas
    • A reutilização da água de banho e lavatório e sistema gota-a-gota para a rega
    • Geotermia para aquecimento em detrimento de ar-condicionado
Procuramos o equilíbrio ou interação positiva com o meio natural e a biodiversidade, e outros critérios ambientalmente relevantes.
Economia Local
O desenvolvimento económico do Alentejo e Ribatejo é um dos aspectos fundamentais do trabalho desenvolvido com as unidades de alojamento. Neste campo incluem-se medidas como: 
  • Incentivo à contratação de residentes locais
  • Política de aquisições locais
  • Política de km0 a nível de fornecedores
  • Aquisição de produtos fabricados e/ou produzidos de forma sustentável
Comunidade
A Entidade Regional de Turismo do Alentejo/Ribatejo, em linha com as políticas do Destino, considera que os alojamentos deverão ter um papel de respeito e colaboração com as comunidades locais. Para tal, procura implementar medidas como:
  • Desenvolvimento de códigos de conduta para as atividades desenvolvidas com as comunidades locais, com o consentimento e colaboração das mesmas
  • Participação na vida social da comunidade, trabalhando com eventos sociais e disponibilizando o espaço físico para iniciativas sociais sempre que possível
  • Cooperação com as autoridades locais nos projetos que promovam a sustentabilidade, como é o caso da Agenda 21 Local
  • Colaboração em atividades de aprendizagem com escolas e/ou centros de formação locais ou regionais
  • Colaboração em campanhas para fins sociais – doação de bens, bancos de alimentos, parcerias sociais
A preservação cultural e o bem-estar económico e social dos nossos habitantes é importante.
Impacto do projeto no comportamento/atitude dos cidadãos
Ao longo do projeto, as unidades de alojamento são estimuladas a envolverem as comunidades locais em boas práticas de turismo sustentável, através de medidas diversas. Esperamos que, a médio prazo, esta atitude possa contagiar positivamente e sensibilizar os cidadãos para questões críticas no âmbito do turismo sustentável, tais como:
  • Poupança de recursos
  • Solidariedade para com a própria comunidade local
  • Acessibilidade universal
  • Sentimento de pertença
  • Acolhimento e hospitalidade
Obter Certificação
Porquê «Turismo Sustentável»?
Segundo a OMT (Organização Mundial de Turismo), o turismo sustentável deve ser aquele que salvaguarda o ambiente e os recursos naturais, garantindo o crescimento económico da atividade, capaz de satisfazer as necessidades das atuais e futuras gerações.
Porque devo certificar a minha empresa?
Sendo uma entidade turística certificada, está a garantir de uma forma sustentável o melhor para o seu negócio, tal como um mundo melhor para todos.
Como devo proceder?
Através da concretização dos requisitos e das ações propostas, referidas no Processo de Certificação, garantimos a obtenção da certificação de uma forma simples e célere.
Áreas de Intervenção / Requisitos
  • Desempenho do negócio
  • Instrumentos para uma política de turismo sustentável
  • Conservação e melhoria das condições de apresentação do património cultural
  • Desenvolvimento económico e social do destino
  • Conservação ambiental
  • Satisfação do cliente
Click here to see your activities